Cultura vietnamita para leigos

Olá! Meu nome é Jeff Luu. Sou estudante do City College of San Francisco. Este blog é para uma tarefa na aula de Comunicação Intercultural ministrada pela Dra. Jennifer Kienzle. Se você tiver dúvidas ou comentários sobre este projeto, entre em contato com o Dr. Kienzle: [email protected]

Um breve olhar sobre a história vietnamita

O Vietnã é um país localizado no sudeste da Ásia, e tem muitas semelhanças culturais com a China, como a celebração do Ano Novo Lunar. Isso se deve aos mais de 1.000 anos de ocupação do Vietnã sob o domínio chinês. Como o Vietnã foi ocupado pela China por um período tão longo, as normas, valores e tradições vietnamitas foram fortemente influenciados pela cultura chinesa. O Vietnã é principalmente uma nação budista com mais da metade da população praticando budismo ou confucionismo e tem uma população de mais de 85 milhões de pessoas, conforme relatado por um censo em 2009. Além da influência chinesa na cultura vietnamita, as influências culturais francesas de sua ocupação do Vietnã no século 19 pode ser visto na arquitetura e em certas culinárias, e as influências culturais ocidentais podem ser vistas na cultura popular vietnamita durante e após a guerra do Vietnã. Se você está familiarizado com a cultura chinesa, já está no caminho certo para entender a cultura vietnamita.

Simbolismo cultural

Existem muitos simbolismos vietnamitas que se inspiram na mitologia, animais, totens, santuários e natureza. Um símbolo particularmente popular é o dragão, o dragão tem sido um símbolo de realeza, força e prosperidade desde os tempos antigos.

Em contraste, a flor do lírio é um símbolo de beleza simples e pura e pode ser vista em todo o Vietnã, especialmente em empresas e residências.

Conforme mencionado anteriormente, o Vietnã celebra as Novas Próximas Lunar com tradições semelhantes, como fogos de artifício, dança do leão e dança do dragão. Os dançarinos do Leão são especialmente populares, eles tradicionalmente se apresentam em inaugurações de empresas e casamentos para afastar espíritos maliciosos e trazer boa sorte.

Erros / desafios comuns de comunicação

Muitas pessoas sabem mais sobre o Vietnã por suas guerras do que por sua beleza e cultura. Além disso, o Vietnã ainda é uma nação em desenvolvimento e há muitos aspectos cotidianos que diferem de outros países asiáticos de primeiro mundo.

A primeira coisa a entender é que a língua vietnamita é muito vocal, direta e dinâmica em vários graus, dependendo do dialeto (norte x sul). A expressão não verbal é muito comum por meio de gestos manuais e expressões faciais. Muitos visitantes do Vietnã podem ter a impressão de que estão incomodando os locais ao pedir ajuda, que os ofenderam de alguma forma ou que os locais são simplesmente desagradáveis.

Enquanto muitos nativos vietnamitas em grandes cidades como Saigon e Hanói falam inglês e vietnamita, a maioria dos outros vietnamitas, especialmente no interior, não fala inglês. Freqüentemente, quando um estrangeiro se aproxima de um vietnamita que não fala inglês, o local permanecerá em silêncio ou se esquivará do estrangeiro. Isso costuma ser mal interpretado como um preconceito contra os estrangeiros e pode deixar o turista com a sensação de que precisa gritar em um megafone apenas para ser reconhecido.

O Vietnã, como muitos outros países asiáticos, tem um mercado noturno próspero, mas o que muitos visitantes do Vietnã não sabem é que a troca faz parte do processo de compra e venda de mercadorias. Freqüentemente, o preço da etiqueta pode ser reduzido com algumas negociações. É importante lembrar que, ao negociar, não abaixe muito a oferta, pois isso pode ser considerado um insulto pelo proprietário da empresa.

Os vietnamitas também investem muito valor em uma ideologia de proteção facial compartilhada. Embora existam alguns vietnamitas que podem não dizer nada ou ficar calados quando um estrangeiro se aproxima deles devido às barreiras linguísticas, muitos vietnamitas sorriem e balançam a cabeça como se estivessem dizendo sim, mas este é um método de proteção facial que pode ser erroneamente percebido e resultam em informações mal interpretadas.

Dicas de comunicação / guia para vivenciar o Vietnã

Quando fazemos qualquer viagem para fora do país, existe uma quantidade inerente de riscos e circunstâncias que inevitavelmente nos sobrevêm, não importa o quão bem planejemos isso. Infelizmente, algumas coisas estão fora de nosso controle. Isso não quer dizer que ainda não possamos dar o nosso melhor para reduzir esses riscos! Aqui estão algumas coisas culturais que devemos e não devemos fazer ao visitar o Vietnã.

Algumas coisas culturais que não devem ser feitas:

Apontar o dedo – EVITE ISSO A TODOS OS CUSTOS! É considerado simplesmente rude e desrespeitoso, se você precisar dirigir o movimento de alguém usando toda a sua mão. Pense na sua mão como uma arma carregada, não aponte para as pessoas.

Evite falar com a boca cheia! É comum cobrir a boca ao falar, se você estiver com a boca cheia de comida. Além disso, evite plantar seus pauzinhos verticalmente em uma tigela de comida, pois isso é considerado para trazer azar. A maneira correta de pousar os pauzinhos é colocada na mesa ou na tigela.

Mostrar muito carinho em público também é um grande não. Os vietnamitas têm muito valor em salvar a aparência e acreditam que as demonstrações públicas de afeto são vergonhosas. As formas culturalmente aceitáveis ​​de contato físico em público incluem abraços, mãos dadas e beijos rápidos. Falar francês para sua cara-metade em público é um não, não.

Algumas coisas culturais que devem ser feitas:

Ao conversar com os habitantes do Vietnã, lembre-se de manter contato visual. Isso é considerado educado e, uma vez que muitos vietnamitas seguem uma ideologia de defesa da fachada, olhar para baixo ou para longe durante uma conversa é considerado sinal de desonestidade.

Seja paciente! Lembre-se de que você é o visitante! Um pouco de paciência pode ajudar muito e ajudará a evitar qualquer interpretação incorreta de informações que o leve a situações nada confortáveis.

Conclusão

Esperamos que este guia tenha lhe dado algumas informações sobre viagens pelo Vietnã! Com essas informações, interagir com os habitantes locais pode não ser tão estressante quanto você pensa. Algumas dicas importantes são ser paciente e cortês como faria em qualquer país que esteja visitando. Seja um visitante educado e tenha uma viagem segura!